VEREADORES DE PORTO ALEGRE, PROTEJAM NOSSA CIDADE, NÃO TIREM AS PRAÇAS E PARQUES DA POPULAÇÃO

Prezado(a)s vereadores e vereadoras

Nossas praças e parques são bens coletivos fundamentais para a vida digna do povo porto-alegrense. Portanto, nenhum governante tem o direito de retirar da população parte ou a totalidade desses espaços. Projetos como o PL 011/2018 deveriam ser objeto de amplo debate com a sociedade para tentar buscar uma solução sem prejuízo da população (Art. 6º da Lei Orgânica do Município). O povo porto-alegrense nunca declinou de debater e buscar soluções diante das crises. A história da cidade comprova isso.

Nossas praças e parques são espaços democráticos e livres, abertos a todos, sem distinção. A população precisa e utiliza estes espaços, dando-lhes vitalidade, além de contribuir permanentemente com sua manutenção através dos tributos que lhe cabe.
Para milhares de famílias da cidade, os espaços públicos constituem a única opção de lazer. Lá eles são acolhidos como cidadãos com plenos direitos, gozam do direito à cidade e ao lazer em condições de igualdade. A praça pública é dos poucos espaços na cidade onde o cidadão não é tratado conforme seu poder econômico ou classe social. Nas praças e parques públicos todos dividem os mesmos bancos, os mesmos brinquedos, passeiam pelos mesmos caminhos de forma democrática, ao contrário do que ocorre nos espaços privados da cidade.

Tudo isto está ameaçado pelo PL 011/2018 proposto pelo Executivo Municipal. O projeto propõe a concessão de nossas praças e parques à iniciativa privada por longos 35 anos, permitindo a exploração comercial desses espaços pelos investidores. O PL prevê que os concessionários possam realizar investimentos e cobrar ingresso para a utilização dos mesmos.

Mas nossa cidade não é mercadoria e não está a venda.
A administração que insiste tanto na redução de alguns custos dedica dezenas de milhões anualmente para a publicidade, e não demonstra o mesmo empenho para aumentar a arrecadação, possibilitando o atendimento das necessidades da população.

No caso da manutenção dos espaços públicos, os recursos poderiam vir de instrumentos previstos na legislação urbanística brasileira, como a venda do Solo Criado e o IPTU progressivo no tempo para imóveis subaproveitados.

O PL 011/2018 representa não só a entrega de parte do território do povo porto-alegrense, mas também seu direito de uso sobre estes espaços coletivos.
Segundo a Lei Orgânica de Porto Alegre, “todo o poder do Município emana do povo porto-alegrense, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente”. É com este sentimento que conclamamos aos vereadores de Porto Alegre, abaixo, que rejeitem integralmente o PL 011/2018 retirando-o da pauta. Protejam nossa cidade e nossos direitos. Não permitam que a prefeitura entregue nossas praças e parques para a exploração comercial. Contamos com vocês.

Porto Alegre, 05 de abril de 2019.
______________________________________________

ENTIDADES QUE ASSINARAM O MANIFESTO:

1. Fórum da Região de Gestão e Planejamento 1 – RGP1 
2. CCD – Centro Comunitário de Desenvolvimento da Tristeza, Pedra Redonda, Vilas Conceição e Assunção. 
3. Chega de Demolir Porto Alegre 
4. Coletivo A Cidade Que Queremos 
5. Observatório das Metrópoles – Núcleo Porto Alegre 
6. Coletivo TransLAB.URB 
7. AMACAIS – Associação Amigos Cais do Porto de Porto Alegre 
8. Ksarosa 
9. DAFA – Diretório Acadêmico da Faculdade de Arquitetura 
10. NUANCES – Grupo pela Livre Expressão Sexual 
11. Movimento de Luta nas Vilas, Bairros e Favelas – MLB 
12. Unidade Popular pelo Socialismo – UP 
13. Movimento Nacional de Luta pela Moradia – MNLM 
14. Guayí 
15. Movimento de Mulheres Olga Benário 
16. Movimento Correnteza 
17. Cooperativa de Trabalho e Habitação 20 de Novembro 
18. Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento RS 
19. Acesso Cidadania 
20. Amigos da Terra Brasil 
21. Movimento dos Trabalhadores Sem Teto – MTST 
22. Federação Nacional dos Arquitetos – FNA 
23. Sociedade de Economia do Rio Grande do Sul 
24. Sindicato dos Economistas do Rio Grande do Sul 
25. Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões – SATED 
26. Central dos Movimentos Populares 
27. Núcleo de Estudos em Políticas e Tecnologias Contemporâneas de Subjetivação – UFRGS 
28. Associação Brasileira de Psicologia Social – ABRAPSO 
29. Associação dos Geógrafos Brasileiros – Seção Local Porto Alegre 
30. Associação Representativa Cultural dos Comerciantes do Viaduto Otávio Rocha ARCCOV 
31. Movimento Amigos do Viaduto Otávio Rocha 
32. Coletivo Catarse 
33. Conselheiro do CMDUA representante da RGP1 – Felisberto Seabra Luisi 
34. Conselheira do CMDUA representante da UFRGS – Livia Teresinha Salomão Piccinini 
35. Movimento Preserva Belém Novo 
36. Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul – Sindjors 
37. Associação Mães&Pais pela Democracia 
38. Grupo de Pesquisa Identidade e Território – GPIT – UFRGS 
39. Coletivo Ambiente Crítico 
40. IBDU – Instituto Brasileiro de Direito Urbanístico 
41. Preserva Arado 
42. BR Cidades Nacional 
43. Sindicato dos Arquitetos do Rio Grande do Sul – SAERGS 
44. Coletivo ARRUAÇA 
45. Professores pela Democracia 
46. Raiz Movimento Cidadanista 
47. Associação Mocambo 
48. Grupo de Pesquisa Associativismo, Contestação e Engajamento/GPACE 
49. Central dos Movimentos Populares – CMP 
50. Instituto Econsciência 
51. ONG Resistência Participativa/Despertar Coletivo 
52. PAGUS – Laboratório da Paisagem – Neociências UFRGS 
53. Associação Brasileira de Agroecologia – Regional Sul 
54. Alice – Agência Livre para a Informação 
55. Associação de Moradores do Bairro Bom Jesus 
56. CEAPE – Sindicato de Auditores Públicos Externos do Tribunal de Contas do Estado – RS 
57. Fórum Nacional de Reforma Urbana – FNRU 
58. Coletivo Cidade Mais Humana 
59. Laboratório de Políticas Públicas e Sociais – LAPPUS 
60. AGAPAN – Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s